• Forza

Flávio Augusto e o erro que custou sua marca



Nós da Forza sempre comentamos sobre o problema de não registrar sua marca. Os prejuízos vão desde financeiros até mesmo de identidade visual (e não param por aí!). Mas você sabia que um dos maiores empreendedores do país já caiu no erro de não registrar a

própria marca? Continue lendo para saber a história de Flávio Augusto, que trocou o nome

da sua marca por um erro simples, mas que custou muito caro!


Quem é Flávio Augusto?


O empreendedor Flávio Augusto Silva nasceu no Rio de Janeiro com o empreendedorismo

no seu gene. Aos 23 anos de idade, fundou a sua empresa de rede de escolas de inglês.

Hoje, conhecida como Wise Up, ela teve outro nome no passado. E é sobre isso que

falaremos agora.


No ano de 2013, a empresa Wise Up foi comprada por 877 milhões pelo Grupo Abril. Com

esse dinheiro, Flávio investiu no marketing do clube Orlando City, vendendo camisetas,

bandeiras, canecas e dezenas. Atualmente, o empreendedor se juntou com Carlos Wizard

para fundar a Wiser Educação.


Mas qual a história da empresa Wise Up? Vamos saber agora!


A troca de marca de Flávio Augusto

Segundo o empreendedor, no início da atual Wise Up, ela se chamava “Winners”. O nome,

afirma Flávio, era muito forte. Sem consultar o INPI, ele imprimiu diversos materiais de

divulgação e didáticos, investindo no marketing da empresa.


O empreendedor chegou a registrar sua empresa “Winners” na Junta Comercial, mas não

registrou no INPI, o Instituto Nacional de Propriedade Industrial. E esse foi seu erro.


Quando o titular da marca descobriu que Flávio estava utilizando o nome “Winners”, entrou

com uma ação extrajudicial por uso indevido. A reação de Flávio não pôde ser outra senão

uma decepção e surpresa.


E mesmo em um período em que a empresa estava em uma situação de poucos gastos, foi

necessário realizar um novo investimento no marketing da empresa, revisando todos os

documentos e materiais da empresa. Os gastos incluíam: logotipo, letreiro, livros impressos,

e a identidade visual em geral. Para aproveitar alguns dos materiais, o empreendedor

decidiu que escolheria um nome que começasse também com W.


Pensando na situação que passou, Flávio escolheu o nome “Wise Up” que significa, em

inglês e informalmente, “se liga”. E essa opção estava disponível para registro no INPI.


Diferença entre junta comercial x INPI

Registrar sua empresa no INPI e na junta comercial são duas atitudes totalmente diferentes

sob a perspectiva jurídica. Enquanto que o primeiro garante uso exclusivo da marca em

nível nacional, o segundo formaliza a abertura da empresa em nível estadual. Ou seja,

registrar a empresa na junta comercial nada mais é do que dizer formalmente ao governo

que você abriu sua empresa. Por outro lado, registrar no INPI é dizer ao governo que você é

dono daquela marca.


Considerações finais


A história de Flávio pode acabar se repetindo com muitos outros empreendedores. Alguns

levam mais prejuízos que outros, mas, no fim, a história de “deixar para registrar a empresa

depois” sempre acaba em prejuízo. Por isso, registre a sua marca conosco. Temos as

ferramentas jurídicas necessárias para tirar todas as suas dúvidas e auxiliá-lo (a) nesse

processo de formação de registro de empresa.

42 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo